AKIARA publica dois álbuns impactantes, profundos e necessários

Nesta primavera, a AKIARA convida a pensar e a dialogar a partir de dois álbuns ilustrados de grande qualidade pictórica, que vêm demonstrar como até mesmo os assuntos difíceis podem ser tratados de forma clara e bela.

 

Nuvens na cabeça é um livro poético e respeitoso sobre a demência que afeta muitas vezes os idosos, vista pelos olhos de uma criança. É o primeiro álbum concebido integralmente por Elena Val, com um texto cheio de metáforas e ilustrações muito sugestivas que alternam o lápis (para representar o mundo confuso da avó) com o guache colorido (para representar o mundo de fantasia da criança).

Pela sua qualidade pictórica e pela coerência e empatia com as quais se aborda um assunto delicado e ao mesmo tempo tão próximo, podemos afirmar que se trata de um álbum para todos os públicos, com imagens impactantes que emocionam e fazem pensar. Mas não se trata de um livro triste, já que é a criança quem vai descrevendo com ternura e ingenuidade o que sucede à avó, que agora tem “nuvens na cabeça”, da mesma maneira que lhe dizem que ele/ela tem “a cabeça nas nuvens”. Vemos assim como a fantasia dos mais pequenos pode conviver com a demência dos idosos de um modo muito natural, até mesmo poético.

 

Às escuras apresenta uma nova versão de um conto tradicional do Oriente, conhecido como a lenda dos cegos e do elefante. Mas até ao final não saberemos que se trata de um elefante, aquele animal vindo de longe que os cinco protagonistas decidem apalpar às escuras…, nem se trata de cegos, nesta versão de Halil Bárcena inspirada no relato do poeta sufi Rūmī.

As ilustrações de Laura Borràs Dalmau, que combinam o óleo, o guache e a tinta da China, recreiam as cores e as texturas de uma aldeia do Oriente à qual chega um circo. A estrutura narrativa desperta a curiosidade e cria cumplicidade com os leitores ao longo de todo o livro. Cada um dos protagonistas terá uma perceção diferente, mas nenhum deles descobre que se trata de um elefante. O livro convida a refletir sobre a parcialidade do nosso olhar e a necessidade de perspetivas mais amplas e inclusivas.

 

Ambos os álbuns ilustrados vêm acompanhados por um Guia de Leitura no final, que permite aprofundar e gerar debate na escola, na biblioteca ou em casa, tal como é habitual nos livros da AKIARA. Constituem propostas para pensar o mundo e olhar para dentro, sempre guiados por adultos e com um formato no qual o texto, as ilustrações e todos os pormenores convergem para criar uma pequena obra de arte.